Subscribe Twitter Facebook

sábado, 26 de junho de 2010

Neil Peart - Um dos Maiores bateristas da atualidade

Neil Peart começou a tocar bateria aos 13 anos de idade, observando os grandes nomes que se apresentavam na época. Após uma temporada em Londres, volta desanimado para o Canadá e participa de uma seleção para o novo baterista do Rush. Entra para a banda no dia do aniversário de Geddy Lee, em 29 de julho de 1974, e duas semanas após a 1ª turnê americana do grupo. Finalmente se apresenta pela primeira vez com o Rush no dia 14 de agosto de 1974, tocando para 11.642 pessoas no Civic Arena, Pittsburgh, USA, na abertura de shows do Uriah Heep e Manfred Mann. Seu primeiro Drum Kit Profissional foi um Slingerland prata. Suas principais influências musicais foram Keith Moon, do The Who, Bill Bruford do Yes e Carl Palmer do Emerson Lake & Palmer, todos originalmente muito técnicos e criativos. Neil é um ávido leitor e suas influências como letrista são: J.R.R. Tolkien, Ernest Hemmingway, John Steinbeck, F. Scott Fitzgerald, Dos Passos, Barth, Ayn Rand and Gabriel Garcia Marquez.
Como escritor lançou: "The African Drum"(1988), "Raindance Over the Rockies"(1988), "Drum Beats"(1994) , "The Masked Rider"(1996), "Ghost Rider" (julho de 2002) e "Traveling Music:Playing Back The Soundtrack To My Life and Times (2004)
Em 1996 lançou "Neil Peart - A Work In Progress" - 2 vídeos que documentam a gravação do álbum "Test For Echo" do Rush. Também produz 2 Tributos ao baterista Buddy Rich "Rurning For Buddy: A Tribute To The Music of Buddy Rich" Vol.1 em 1994, e Vol.2 em 1997.
Em agosto de 1997 começa o "calvário" de Neil, com a morte de sua filha única Selena, num acidente fatal de Jippe. Dez meses depois,em junho de 1998, sua mulher Jacqueline Taylor morre de câncer. O Rush pára por cinco anos. Neil faz sua famosa "viagem de renascimento" em cima de uma motocicleta por quase toda a América do Norte e parte de México. Na volta é um outro homem. Começa a compor novo material. Casa-se com a fotógrafa Carrie Nuttall em 2002. Eles residem atualmente em Los Angeles - CA .

Família: -
Irmãos: Danny, Judy e Nancy
Esposa: (1ª) Jacqueline Taylor (falecida), (2ª) Carrie Nuttall
Filhos: Selena Taylor (falecida)
Passatempos: Praticar bateria, andar de moto e leitura de livros
Esportes Favoritos: Ciclismo e Arco e Flexa

Neil Peart foi um marco na história da bateria. Ele agrupou vários instrumentos percurssivos, até então não utilizados na bateria, para fazer um som diferente. Constituindo assim umas das baterias com mais peças que se tem notícia. Assistam o solo dele:



ELEIÇÃO DOS LEITORES DA REVISTA "MODERN DRUMMER"

. Baterista Novo Mais Promissor: 1980
. Melhor Baterista de Rock: 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1985
. Melhor Performance Gravada:
- 1981 - Moving Pictures
- 1981 - Exit...Stage Left
- 1982 - Signals
- 1985 - Grace Under Pressure
- 1986 - Power Windows
- 1988 - Hold Your Fire
- 1989 - A Show Of Hands
- 1990 - Presto
- 1992 - Roll The Bones
- 1994 - Counterparts
- 1997 - Test For Echo
- 1999 - Different Stages
. Melhor Instrumentista de Percussão: 1982
. Melhor Multi-Percussionista: 1983, 1984, 1985, 1986
. Hall Of Fame: 1983
. Sala De Honra - Melhor Multi-Percussionista: 1986
. Sala De Honra - Melhor Baterista de Rock: 1986
. Melhor Baterista De Todos Os Tempos: 1986

2 comentários:

Kleber Kilhian disse...

Sem comentários sobre Neil Peart. Nem vou assistir ao vídeo para não passar raiva! Hehehe
Ótimo!

Clave de Pi disse...

Pois é.. rs.. já vi esse vídeo várias vezes e sempre ficoo impressionado com a precisã dele e as variações de tempo que ele encaixa..

Ele toca muito!
vlw Kleber...

Abraço!

Jhonatas(editor do blog)